Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sobre tudo e sobre nada.

Dia 5, 6 e 7 da perda de peso - Os resultados começam a aparecer

No dia 5, sexta-feira, foi mais um dia normal, o treino no final do dia foi curto mas intenso, decidi correr. Como já partilhei por aqui eu gosto de caminhar a um ritmo bem acelerado, mas é apenas caminhada, consigo andar vários quilómetros sem sentir qualquer dor ou um cansaço maior. A corrida é um desafio para mim, então, já que estou numa de mudar, tentei correr, foram apenas 20min em que obviamente não corri esse tempo todo, corria algo como 3/4min e depois caminhava por 1min. Tudo isto na passadeira e sem inclinação, senão aí era bem pior!

No dia 6, sábado, na minha cabeça não fiz qualquer treino porém passei a tarde às compras e pode não parecer mas andamos imenso quando visitamos várias lojas numa única tarde. Ao final do dia e, como já é habitual, fui jantar a um restaurante e desloquei-me a pé. 

No dia 7, domingo, foi um dia tranquilo, aproveitei para descansar e também não me sentia muito bem, uma sensação estranha que é semelhante a uma tontura mas não é bem. É como se a todo o momento estivesse quase a ter uma tontura mas ela nunca chega. Até para explicar é difícil. Lembro-me que já senti isto uma vez. Hoje ainda não me sinto a 100% mas logo passa.

Ontem como era o dia 7 tirei algumas fotografias para comparar. A nível de peso tinha uma diferença de 1.1kg mas as fotografias quando colocadas lado a lado nota-se e bem a mudança no meu corpo. É importante termos as fotografias para compararmos, sem elas eu diria que estava igual, mas não. Elas não têm muita qualidade mas logo as publico aqui para também acompanharem os resultados.

Obrigada pelo apoio 

Dia 4 da perda de peso - A rotina está a normalizar

Mais um dia e começo a aperceber-me que o exercício físico está realmente a entrar na minha rotina. Como no dia 3 fiz uma "pausa", parecia que faltava algo...

O almoço foi quinoa com legumes salteados e uma courgette grelhada. O lanche como sempre foi uma banana com canela e uma fatia de pão de cereais. O jantar foi sopa e uma tosta apenas com queijo. Também comi morangos, aproveitar que agora é a época deles e eu adoro, por isso como todos os dias.

Segui com o plano embora achei que o treino foi bem mais leve. Hoje, no dia 5, irei voltar à passadeira e fazer alguns exercícios do plano. Aos poucos vou incluindo tudo o que gosto fazer, assim não fica tão aborrecido!

Obrigada pelos vossos comentários pois são eles que me motivam ainda mais. Perceber que há pessoas a percorrer a mesma caminhada ou simplesmente a encorajar-me para não desistir é muito gratificante.

Beijoca 

Dia 3 da perda de peso - Uma pequena pausa

Pela manhã senti uma dor no pé e notei que tinha uma ferida. Não sei como fiz isso pois era num dedo, o único que sei é que me doía quando estava em pé. Decidi que iria continuar o meu dia e, como passo o dia sentada, poderia ser que à tarde estivesse melhor para fazer o meu treino.

Nada disso, então decidi que seria um dia de pausa, mas não uma pausa completa, fiz alguns exercícios que não era necessário estar em pé. Poderia ter optado por não fazer rigorosamente nada, mas acho que é melhor pouco do que nada.

Almocei arroz com dois ovos cozidos e tomate. Lanchei uma banana com canela acompanhada de uma fatia de pão de forma de cereais e ao jantar comi uma tosta do mesmo pão apenas com queijo flamengo, sopa e morangos.

Assim se passou mais um dia, o próximo já volto ao treino normal, enquanto isso, doem-me os abdominais... 

Dia 2 da perda de peso - Ai as minhas pernas!

Subir escadas foi uma tarefa difícil. Estar sentada e depois levantar-me parecia que era impossível. Os primeiros passos eram um pouco estranhos mas depois lá entrava no ritmo.

O primeiro treino no dia anterior foi complicado. Estou a seguir um plano de exercícios mas confesso que não os faço todos, não para já. Existem alguns que são impossíveis, faço os que consigo pois não quero abusar e depois magoar-me a sério. Estou a começar com calma...

Posso trabalhar em casa mas vou todos os dias ao escritório. É uma forma de me obrigar a sair de casa e, com isso, levo sempre o almoço, algo que preparo no dia anterior.

O meu almoço foi arroz com ovo mexido e atum acompanhado de tomate. Lanchei uma banana com canela e uma fatia de pão de forma de cereais. O meu jantar foi uma tosta, uma courgette grelhada e morangos. Comi um Mon Chéri. Ao longo do dia fui bebendo água e chá. Acho que ainda não referi mas costumo beber 1,5 a 2 litros de água e cerca de 1 litro de chá diariamente.

Continuei com o treino e mais uma vez não fiz os exercícios todos. Alguns eram mesmo impossíveis para a condição física que tenho no momento. É mesmo referido no plano que devemos fazer apenas o que achamos que é possível, se estivermos a sentir que é demasiado fazemos unicamente o que conseguimos. Talvez um dia consiga fazer tudo, vou um passo de cada vez. No final do dia subir ou descer escadas era quase impossível...

Mais um dia que passou!

Dia 1 da perda de peso - O início

O primeiro dia.

Comecei por tirar algumas fotografias para poder comparar, isto porque se não for assim eu não irei conseguir ver qualquer diferença. Com isso também me pesei. Sei que o peso não é nada a que me possa prender, pois é algo que oscila bastante e não é por daqui a 1 mês estar, por exemplo, a pesar o mesmo que nada tenha mudado. Umas gordurinhas vão e uns músculos vêm, daí que é importante acompanhar com fotografias e medidas. No meu caso optei por acompanhar somente com fotografias.

Atenção que eu não tenho qualquer formação em nutrição nem em exercício físico, aquilo que vou aplicar a partir de agora foi o que vim aprendendo ao longo dos anos e que sei que resulta para o meu corpo.

Vamos então ao que realmente interessa. O meu peso neste primeiro dia foi de 74,2kg e ainda ponderei mostrar já as fotos que tirei, mas não o farei, mais à frente colocarei um antes e um depois.

Almocei um pouco de massa com ovos cozidos e courgette grelhada. Jantei um prato de sopa, duas fatias de pão de cereais com um pouco de manteiga e alguns morangos. As minhas refeições costumam ser assim, nisso não irei mudar muito.

Fiz 40min de exercício físico sem qualquer adição de peso nem aparelhos. Irei treinar em casa e o único recurso a aparelhos que irei ter é uma passadeira e uma bicicleta. Para este primeiro dia fiquei-me pelo exercício físico apenas com um tapete no chão.

Ao longo do dia bebi água e chá, algo que já faço habitualmente.

Comi um doce, que foi um gelado. Como também referi na primeira publicação, não me irei privar de doces, apenas irei fazer opções. Comi um gelado, não comi sobremesa nem outro tipo de chocolate.

Fiquei cansada, aqueles exercícios parecem ser fáceis mas não são.

O início de uma luta por perda peso

Foram anos a adiar o óbvio. Anos a adiar que nem tudo o que é bom deve ser comido o tempo inteiro. Anos a adiar que o exercício físico existe e deve ser praticado. Anos a adiar que as gordurinhas não abalam "do nada".

Não me acho gorda, aliás, o que é ser gorda? Tudo depende de pontos de vista. Se estiver ao lado de uma pessoa com 40kg, irei ser gorda. Se estiver ao lado de uma pessoa de 200kg irei ser magra. São apenas rótulos... Aqui a questão é que não me sinto propriamente mal com o corpo que tenho e até gosto das minhas curvinhas. O problema é que o exercício físico que pratico não é o ideal e, além disso, estou um pouco acima daquele que é considerado o meu peso normal. Sei disso há anos mas defini uma meta e hoje foi o dia que mudei.

Sei que quando me empenho o meu peso muda, sou daquelas pessoas que se hoje como uma francesinha, o meu peso irá disparar de uma forma louca. Parece que o meu corpo guarda tudo o que come... Já fiz experiências de passar várias dias sem comer chocolates e notei muita diferença. Já experimentei uma dieta mais saudável onde incluí exercício físico e cortei os doces por completo. Um erro gravíssimo... pois mais tarde voltaria ao mesmo.

O meu plano é muito simples, não comer demasiadas "porcarias" e incluir a prática de exercício físico no meu dia-a-dia.

Quanto à alimentação, foi um processo que já iniciei há muitos anos, mudei totalmente os alimentos que como e as suas quantidades. Lembro-me que não comia qualquer vegetal, muito menos fruta. Hoje sou o oposto, não vivo sem vegetais e sem fruta. As quantidades foram reduzidas imenso, também me lembro que comia uma francesinha, sobremesa e ainda havia espaço para mais alguma coisa. Há poucos dias comi uma fracesinha após muitos meses sem lhe tocar. Comi tudo mas com esforço, o meu estômago não gostou do que lhe dei e tão cedo não quero repetir a experiência.

Quanto aos doces, sou puro vício, comeria chocolate de manhã até à noite sem sacrifício. Mas não pode ser. Durante esta transformação não irei parar de comer doces, mas ao invés de comer 4 chocolates, irei comer apenas um. Se como sobremesa ao almoço, não irei comer um gelado durante a tarde. Enfim, tentar "cortar" mas não de todo.

Quanto a atividades que envolvam exercício físico baseia-se em caminhada. Adoro caminhar e faço isso todas as semanas. Quando está a chover utilizo a passadeira e, quando não está, caminho na rua. Tenho por hábito jantar num restaurante todos os sábado e, com isso, desloco-me sempre a pé. O meu estilo de caminhada é bem acelerada, vivo numa cidade de montanha onde é tudo a descer ou a subir. O trajeto que mais fiz nos últimos meses é de 5km e demoro 50min.

Decidi partilhar esta minha "luta" aqui, pois assim irei sentir-me ainda mais motivada a vir aqui todos os dias contar o que fiz, o que comi e como me sinto, partilhas informações sobre peso, fotografias e como são os meus dias. Irei publicar amanhã o meu primeiro dia, que é hoje. Decidi publicar sempre sobre o dia anterior para ter detalhes do início ao fim.

Desta vez irei conseguir 

Pág. 2/2