Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sobre tudo e sobre nada.

Conversas que não levam a lado nenhum

Para mim existem conversas que após alguns minutos deixam de fazer sentido e não levam a lado nenhum dependendo das pessoas com quem estamos a conversar. Já desisti de muitas conversas por achar que não merecem desenvolvimento porque irão ser apenas uma perda de tempo e poderão trazer alguns nervos pelo meio.

Falo de conversas sobre assuntos polémicos, em que nada conseguimos intervir, principalmente quando estamos a ter essa conversa com pessoas que possuem uma opinião contrária à minha e que não aceitam que outras pessoas pensem de forma diferente.

Há pessoas que mesmo assim tentam insistir mas eu desisto logo. Para mim uma conversa acaba sempre por ser uma troca de opiniões, pontos de vista ou até vivências. Nessa conversa expomos aquilo em que acreditamos, aquilo que achamos que deveria mudar e colocamos a nossa opinião sobre a atualidade. Aquilo que eu espero da outra pessoa é que me guie por dois caminhos: ou me diz que concorda em tudo o que eu disse e, com isso, continuamos com a conversa seguindo aquilo em que acreditamos e tentando ver se existe algum ponto em que pensamos diferente, ou então a pessoa tem uma opinião contrária à minha e, nesse caso, eu quero perceber o motivo, entender o que leva essa pessoa a pensar daquela forma.

Quando a opinião é diferente da minha eu quero tirar dessa conversa algo útil, isto é, ao ouvir a outra pessoa eu quero conhecer pontos de vista de nem me lembrei e, perceber se também me fazem sentido. É com isso que aprendemos e crescemos. Já me deparei com uma conversa e, ao ouvir a opinião da outra pessoa eu fiquei confusa, pois fez-me ver um lado que eu desconhecia e, com isso, a minha opinião já não fazia tanto sentido.

Aquilo que me faz desistir dessas conversas é quando a pessoa discorda de mim e não consegue fazer o "jogo" que eu faço, que é ouvir e tentar perceber a outra pessoa. Simplesmente tomam como 100% certa a opinião que possuem e tudo o que seja diferente ou está errado ou é descabido. Quando encontro alguém assim eu termino a conversa o mais rapidamente possível pois não sou paciente o suficiente para insistir várias vezes com a pessoa. Tento fazer ver à pessoa que deve escutar os outros para tirar alguma lição dali, se não dá simplesmente passo à frente.

Existem pessoas que não são assim, ficam horas e horas a conversar e a tentar fazer com que a pessoa veja que a sua opinião pode não ser 100% certa ou que deve entender o outro lado da pessoa, só que isso acaba por não acontecer e por vezes o que era uma conversa passa a ser uma discussão e gera uma onda de revolta.

Por outro lado existem as conversas em que nada podemos fazer, conversas sobre como governar um país, leis que deveriam existir ou como a medicina deveria ter mudado ao longo dos anos. Após algum tempo de conversa eu simplesmente desisto dela. Se já expus a minha opinião e, eu como pessoa não consigo mudar nada, para quê ficar horas a falar disso e a insistir em algo se nem bases temos para tal coisa? Por exemplo, há leis que deveriam existir? Claro que sim, mas o que sei eu sobre leis? Não tenho qualquer formação que me dê uma base sólida para conseguir falar sobre o assunto e ter a certeza que o que estou a dizer faz sentido, por isso posso apenas dar a minha opinião sobre tal coisa. O mesmo acontece na medicina que bases tenho eu para falar se a doença A ou B deveria ter tratada de forma diferente? Posso ter uma opinião do que existe mas saber ao certo se poderia ser mudado ou se dá mesmo para ser mudado, eu não sei.

Enfim, apenas mais um desabafo. Como reagem a pessoas que não sabem ouvir opiniões diferentes ou que falam sobre assuntos sem qualquer conhecimento para tal? 

1 comentário

Comentar post