Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sobre tudo e sobre nada.

Há sempre algo para dizer

Ontem ao final do dia, já era de noite, conversava com uma pessoa que me tem sido bem próxima. Conversamos todos os dias, temos alguns gostos em comum, arrisco-me a dizer que com este tempo todo e no meio de tanta conversa há uma amizade que está a nascer. Conversávamos em como ele estava cansado e a última mensagem foi minha. Hoje, logo de manhã bem cedo, comentou comigo que ontem não me tinha dito mais nada porque tinha dormido no meio da conversa e eu respondi que já não havia muito mais a dizer. A resposta que obtive foi que há sempre algo a dizer e é esse o motivo desta publicação.

Já conheci (e conheço) muitas pessoas que não desenvolvem uma conversa, isto é, se alguém lhes diz ou pergunta algo, limitam-se a responder o mais breve possível e o assunto morre ali. Mas esse é um tema que irei abordar mais para o fim desta publicação, pois normalmente não sou assim...

Se estou com alguém que também tem sempre algo a dizer a conversa dura horas... muitas horas mesmo. Passamos pelos mais variados assuntos, somos capazes de começar uma conversa por causa de uma trovoada, passamos para o tema de agricultura, às tantas já estamos a falar do Alentejo, passamos para venda de casas e terrenos, legislação sobre limpeza de terrenos... enfim, como costumo dizer: uma conversa leva a outra e isto não tem fim.

Confesso que já encontrei pessoas que me irritam bastante por causa de não desenvolverem uma conversa. Algo do género, estou sozinha com essa pessoa e tento falar de algo, seja do seu novo telemóvel, de um país que essa pessoa visitou, no sentido de lhe "roubar" algumas palavras para ver se inicio um diálogo. Irrito-me quando eu inicio o tema e a pessoa só me responde "sim", "gosto", "pois é" e não passa dali. O pior mesmo, e isso "mata-me" completamente é quando eu comento algo para ver se a pessoa fala comigo para não parecermos duas colunas mudas de um templo, e a resposta que recebo é nada, zero, apenas silêncio, isto é, não há resposta sequer. Aí já mexe muito com o meu sistema nervoso porque entra na parte da educação. Se eu pergunto algo ou comento alguma coisa no mínimo deveria receber o tal "sim", "gosto", "pois é", etc... é o mínimo!

Mas enfim, talvez seja eu que sou demasiado exigente e faladora daí que há sempre algo para dizer 

19 comentários

Comentar post